Bits to Brands #50 | Streaming Wars ūüďļ

Streaming Wars


Em 2017, perguntaram para o Reed Hastings, CEO da Netflix, sobre a concorrência.

Ele respondeu que o seu maior competidor era o sono. Que quando você dorme ao invés de continuar assistindo uma série, é aí que ele perde.

Segundo ele, as outras empresas são como "gotas de água, no vasto oceano que é o nosso tempo e o nosso dinheiro".

Corta para 2019.

Pela primeira vez em 8 anos a Netflix registrou uma grande perda de usu√°rios nos EUA, al√©m de ter cumprido s√≥ metade da sua meta de crescimento global. No √ļltimo m√™s, ela tamb√©m anunciou que perder√° Friends em 2020 para a HBO Max (a jun√ß√£o do conte√ļdo da HBO com a Warner).

Se há dois anos o CEO da Netflix falava com tranquilidade do restante do mercado, em 2020 será bem diferente. Além da evolução da HBO, da Hulu (recém adquirida pela Disney) e da Amazon Prime, vem aí Apple TV+ e Disney+.

Aos poucos, nosso tempo e nosso dinheiro v√£o parecendo menos um vasto oceano, e mais o √ļltimo gole de √°gua do deserto - muito (mas muito) disputados pelo mercado de streaming.

Esse é um dos assuntos mais interessantes em tecnologia e entretenimento atualmente, e são tantas possibilidades e tamanho impacto, que um e-mail não é o suficiente.

Por isso, a convite do pessoal do Brotherscast, exploramos essa quest√£o com detalhes, mem√≥rias de inf√Ęncia, experi√™ncias pessoais e previs√Ķes para o futuro num podcast.

Minha estreia nesse formato incrível, muita troca com esses caras que entendem tudo do assunto e uma análise completa desse cenário do jeito mais leve possível.

Links para ouvir: em uma nova aba | no Spotify | via Apple Podcasts | via Google Podcasts

Escutem. Reflitam. Façam suas apostas - quem vai sair como vencedor na batalha do streaming?

E por favor, n√£o deixem de me contar o que acharam. :)
Spoiler: refleti longamente e sofri um pouco, mas n√£o apostei na Netflix.
- Beatriz

~ e agora pode também recomendar por aí ~

n√£o s√≥ uma √≥tima newsletter, mas um podcast INCR√ćVEL sobre um dos temas mais atuais e interessantes do momento.
é pra fazer muita média :)

Os melhores links da semana


Essa influenciadora fingiu que estava no Coachella
E todo mundo acreditou. Mais um daqueles "a que ponto o Instagram chegou", mas o relato em v√≠deo do processo e suas reflex√Ķes √© bem legal de assistir.


A corrida pelo "millenial money"

Uma marca que tem seu próprio podcast. Que tem uma ativação no SXSW. Que está produzindo documentários para a Netflix. Poderia ser uma startup, mas estamos falando de Gucci, Hermés e Chanel. Esse artigo explora como as marcas de luxo estão correndo atrás da atenção dos millenials.

Os planos do Airbnb para o Brasil
√Č sempre interessante ter dados Brasil das maiores marcas do mundo. Nessa entrevista, por exemplo, a gente descobre que o Airbnb cresceu (humildes) 640% em estadias de 2016 para 2018. Ano passado, foram 3,7 milh√Ķes de hospedagens.

A arte, as redes sociais e o Abaporu
Uma an√°lise interessant√≠ssima do UOL TAB sobre o fen√īmeno Tarsila, que bateu recordes de visitas (e filas pela Paulista) no MASP. Segundo eles, as redes sociais tem grande participa√ß√£o na aproxima√ß√£o das pessoas com a arte. Algu√©m vai, posta, e a√≠ o FOMO vai se espalhando e a√≠ vem as filas, e a√≠ todo quer saber por que, a√≠ mais gente vai, posta..

Nice to meet you :)

Atingimos a marca de 50 edi√ß√Ķes e 1.500 assinantes. Obrigada mais uma vez a todos que compartilham e est√£o sempre trocando por aqui <3

Tem muitas novidades por vir. Uma nova landing page, nova identidade visual, novas se√ß√Ķes, novos conte√ļdos em parceria com marcas incr√≠veis.. Mas pra tudo isso acontecer da melhor forma poss√≠vel, eu gostaria saber mais sobre voc√™s.

Fiz esse breve questionário, e queria pedir para que você tire 5 minutinhos (no máximo, juro) para responder.

Esses dados v√£o me ajudar a segmentar melhor o conte√ļdo, buscar futuras parcerias e tamb√©m ter melhor dimens√£o do alcance desse trabalho de mais de um ano e tanta troca.

Para todos que responderem, tem conte√ļdo exclusivo. Vou enviar um compilado das melhores newsletters que eu assino, e como cada uma acrescenta pessoal e profissionalmente.

Theranos e "A Inventora"

Essa era para ser uma dica rápida sobre o documentário impressionante que eu assisti essa semana, "A Inventora", que narra a trajetória polêmica da Theranos e da empreendedora Elizabeth Holmes.

Mas graças à Luiza Terpins, leitora de longa data, head de comunicação no iDexo e editora do No Corre, teremos uma review exclusiva, baseada na sua experiência de ter assistido à estreia do documentário no SXSW 2019, e ao Q&A com o diretor, Alex Gibney.

"A maioria das perguntas dos espectadores (a sala estava lotada) n√£o teve rela√ß√£o com os bastidores da produ√ß√£o e nem com a startup em si. Foram sobre as inten√ß√Ķes da fundadora.

Quando a sess√£o acabou, o pessoal parecia estar meio chocado com a gan√Ęncia daquela que era considerada a queridinha do Vale do Sil√≠cio.

Esse foi um dos motivos, inclusive, que incentivaram Alex a fazer o filme. Ele disse que The Inventor é mais sobre psicologia do que fraude. 'Mostra como uma pessoa engana outras e como ela própria se engana para enganar as demais', afirmou, destacando que grandes nomes da imprensa e do mercado caíram na lábia dela.

A real √© que, com o hype do empreendedorismo, ser fundador(a) de uma startup ganhou status de celebridade e, em muitos casos, nem o c√©u √© o limite para o ego desse pessoal. Mais um caso de glamouriza√ß√£o do ecossistema que vira entretenimento [fica a dica para ver o doc Fyre Festival no Netflix]. Que sirva para termos uma vis√£o mais cr√≠tica sobre as inova√ß√Ķes que est√£o aparecendo. Imagine quantas outras hist√≥rias nascidas desse hype das startups ainda v√£o surgir..."


Foto e relato por Luiza Terpins.