Bits to Brands #25 | As marcas mais valiosas do Brasil

As marcas mais valiosas do Brasil


5 edições, a consultoria global Interbrand liberou o seu tradicional ranking das marcas mais valiosas do mundo. O fato das top 3 serem todas marcas de tecnologia rendeu bastante assunto por aqui.

Agora, temos a lista das 25 marcas mais valiosas do Brasil. E a surpresa foi grande ao ver a tecnologia representada somente pela TOTVS.


Ao olhar para essa tabela rica em marcas de cerveja, de varejo e de serviços financeiros, trago uma reflexão vinda do meu "como assim???" inicial.

A gente respira tecnologia, de uns anos pra cá todo mundo quer participar da "revolução digital", as empresas dos sonhos são as de tecnologia, o país inteiro tem um smartphone na mão.. Por que uma representatividade tão baixa em pleno 2018? Aí descobri que o primeiro critério para fazer parte desse ranking é "ser de origem brasileira".

As marcas de tecnologia mais presentes no nosso dia a dia não são made in Brasil. Nós estamos sempre conectados, mas através de aparelhos Apple, Samsung, Motorola. Consumindo conteúdo no Spotify, Netflix, YouTube. Interagindo via Instagram, Whatsapp, Twitter..

As marcas de tecnologia que a gente mais usa não são nossas. Ao mesmo tempo, as marcas brasileiras mais relevantes ainda não saíram da sua bolha para atingir o nosso Brasilzão como um todo.

E aí dá para explorar uma série de motivos. Tempo, um deles; uma marca como o Itaú tem 73 anos de construção - e muita mídia. O tamanho e diversidade do nosso país, outro. Eu uso Nubank e 99 e tenho vários amigos que usam, mas quem somos eu e o meu círculo diante da maioria da população brasileira? 1%? 0,1%?

Espaço no mercado e concorrência internacional é mais um grande motivo. Quem seria uma rede social tupiniquim na fila do pão quando o Facebook Inc. domina toda a nossa interação online há quase dez anos?

Por isso, e por fim, o nosso mercado de tecnologia acaba sendo formado por diversas empresas atuando em nichos, e pouquíssimas marcas de grande abrangência. O que é um desafio para a consolidação nacional - mesmo de unicórnios como Nubank e 99.

Acesse o ranking completo, os gráficos, metodologia e tire suas próprias conclusões aqui.

E enquanto a gente filosofa, a preferência nacional segue sendo cerveja :)
- Beatriz

Os melhores links da semana


Seria o fim dos aplicativos?
Tudo que eu penso mas nunca soube colocar em palavras sobre o uso de aplicativos hoje. "The truth is, unless you are a major retailer or content publisher that needs to sell or deliver to customers frequently, all you really need is a mobile-friendly website."

A crise no Facebook é de liderança
Depois de mais um escândalo esse ano (o Facebook teria contratado uma agência de PR para descreditar as pessoas que estavam criticando o caso da Cambridge Analytica), o Washington Post joga o Zuckerberg na parede nesse artigo brilhante. Será que ele deveria se demitir?

Um terço das vendas da Black Friday nos EUA foram feitas via celular
Dado bom para quem trabalha com mobile. 54,4% do tráfego em sites de venda e 36,7% de todas as vendas no e-commerce, batendo pela primeira vez a marca de 1 bilhão de dólares.

Vendendo a alma para o Instagram
Esse artigo da WIRED expondo o lado negro das marcas nos dias de hoje: um onde a qualidade ou a satisfação do consumidor não interessam, o que importa são influenciadores recomendando. E nessa equação, tem muito dinheiro e propaganda velada envolvidos.

Então é Natal



clique na imagem para assistir o vídeo

E está aberta a época de comerciais com trilhas sonoras bonitas e mensagens emocionais. O da Apple me pegou.

É uma animação de dois minutos sobre o processo difícil que é dividir com o mundo o que você escreve. Sem nenhum diálogo, somente através de situações e expressões, ele mostra uma menina digitando, imprimindo, guardando diversas ideias.. E o que acontece quando elas "se libertam".

Esse foi exatamente o processo que eu passei há 25 semanas atrás, e é muito louco como a minha vida mudou desde então. Pessoas que eu nunca imaginei que conheceria, situações que não aconteceriam, oportunidades que não teriam batido à minha porta.

Por isso, a minha maior lição do ano e, já em clima de resoluções, a minha recomendação é uma só: faça. Se você tem ferramentas gratuitas, redes sociais para divulgar, um círculo de amigos para dar um incentivo no começo.. Share your gifts :)


[ Deixo essa caixa de entrada totalmente aberta para quem quer começar algo e não sabe como, e quer trocar uma ideia. Ainda dá tempo! ]

~ É muito assunto pra não compartilhar ~

Essa semana teve ranking das marcas mais valiosas do Brasil e por que falta tecnologia, o fim dos aplicativos, a saia justa do Zuckerberg, o lado negro do Instagram, a Black Friday no mobile eee o comercial de fim de ano da Apple.

Compartilhe essa newsletter e divida tudo isso com outras pessoas :)